Mais conectividade, menos aceitação

As redes sociais cada vez é mais presente na nossa rotina, o Brasil é o segundo país no ranking que mais utiliza redes sociais. Conectado numa média de 3 horas e 25 minutos por dia podendo chegar até 9 horas e 14 minutos, ou seja, chegando a ficar mais de 20% do  dia conectado.

E o que isso tem a ver com a nossa saúde?

Estudos relacionam que o uso desenfreado da internet tem relação negativa podendo levar a uma má qualidade da saúde emocional, condições pertinentes a transtornos alimentares, depressão e até suicídio podem ter uma relação com a vida on-line.

E a procura por soluções rápidas como o emagrecimento ou até dicas e formulas mágicas de como esculpir o corpo desejado faz com que levem pessoas insatisfeitas com o próprio corpo terem atitudes impensadas e lesivas, e na tentativa de ter uma vida de ostentação faz com que fiquem cada vez mais conectados seguindo perfis tóxicos (aqueles que ostentam a vida perfeita) e por sua vez não alcançando o que esperava tendem a desencadear questões que afloram a qualidade mental ou seja não se aceitando.

Mas se o uso da internet pode trazer prejuízos emocionais e afetar a sua aceitação, por que continuar a utilizando?

Na realidade de hoje, é quase missão impossível viver desconectado. Além de redes sociais, a rotina nossa gira em torno de aplicativos que facilitam uma vida totalmente ativa e no outro lado da moeda faz com que o uso excessivo da internet tenha efeitos catastróficos na saúde emocional.

Então, proponho a você analisar mais a sua postura e utilizar de estratégias que podem diminuir efeitos que não acrescenta em nada e que consiste em um “detox digital”, ou seja, fazer uma “FAXINA” em perfis que não agrega nada na sua vida.

E se tratando em transtornos de aceitação deixem de seguir aqueles perfis de blogueiras que ostentam corpos baseados em querer é poder, comércio de soluções milagrosas como (chás, shakes, etc ), influenciadores que ganham para fazer propagandas de marcas, que passam só o que eles querem que você acredite, entre tantos outros perfis.

Um dos maiores problemas das redes é que não temos controle sobre a veracidade das informações postadas, a pseudo felicidade vem acompanhada de retoques e truques, onde já se viu construir um corpo perfeito em 21 dias, e a dieta que te faz secar em uma noite, hoje em dia até microbiota intestinal é vendido, onde vamos parar?

Acredite, não existe a dieta perfeita, o corpo perfeito, a vida perfeita.

O ano esta se findando e se o seu desejo hoje é ter uma qualidade de vida saudável, não se baseie na rotina perfeita que se vê na internet, tenha como base a sua realidade, a sua condição, as suas limitações.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here