Minha Televisão é Assim

Minha mãe adora o “Roda a Roda” do SBT. E eu também. Mas estou reparando em algo nos últimos tempos. Questões repetidas nos programas. Outro dia mesmo, a dica era “cidades”, com respostas “Londres, Nova Iorque e Buenos Aires”. Já tinha visto esta mesma questão com outros participantes. Não gosto. Prefiro ideias novas. Originais.
Já nos últimos dias…
O “Melhor da Tarde”, Band, da Cátia Fonseca, está começando sempre com notícias. Jornalismo. Mais uma tentativa de encontrar um caminho. Torço muito pela atração, mas até hoje não se achou.
Mudando de assunto…
Brasileiro adora criar heróis e vilões. E o herói de hoje pode ser o vilão de amanhã. E vice e versa. Por isso não trato quase ninguém como gênio e nem saio acusando também. Alguns nomes da TV são tratados como maravilhosos. E por um deslize, comete um erro, e vira o inimigo número um da “turma do bem”.
E só uma coisa. Eu jamais julgo uma pessoa por algo que ela disse e que eu poderia dizer também. Não sou daqueles que falam em grupos de amigos, mas em público finge ser o diferenciado.
Só para lembrar, vejo muita hipocrisia na mídia.
Estava assistindo um vídeo antigo do “Jornal da Band”. Um trio de apresentadores, Ticiana Villas Boas e os saudosos Joelmir Beting e Ricardo Boechat. Incrivelmente incrível!
Uma saudade?
O Rafinha Bastos na televisão brasileira. O cara é muito bom e sua inteligência faz muita falta. 
É meio confuso, mas a Rede TV transmitiu uma partida de futebol que foi transmitida por um site de internet. Difícil explicar, mas a imagem estava bem ruim.
E eu comprei mais dois livros. Leituras que eu indico. Um livro atual e um antigo.
“Barão Vermelho – Por que a gente é assim”, Ezequiel Neves, Guto Goffi e Rodrigo Pinto. Editora Globo.
“O Livro de Jô – Uma autobiografia desautorizada”, Volume 2. Editora “Companhia das Letras”. Livro também escrito pelo jornalista Matinas Suzuki Jr. O volume 1 foi sensacional.
Já no Silvio Santos…
Minha mãe fica indignada com algumas respostas de participantes do “Jogo das Três Pistas” dentro do “Programa Silvio Santos”. E mamãe indignada… Eu acho engraçado.
E com tantos famosos morrendo, sinto cada vez mais falta do “Vídeo Show”. Seria um bom espaço para homenagear estes artistas.
Por que jornalista esportivo muda tanto de ideia?
Para fechar…
Saudade do “Globo Repórter” e do “Profissão Repórter”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here