O primeiro Plano Diretor de Osasco

O primeiro Plano Diretor (PD) de Osasco foi elaborado na década de 1960 pelo arquiteto e urbanista Jorge Wilheim (1928-2014) e sua equipe. Nascido na Itália, Wilheim veio com a família para o Brasil aos 12 anos de idade e, na década de 1950, recém formado, já manifestava habilidades como planejador urbano. Ao longo da carreira foi responsável por dezenas de planos urbanísticos, incluindo algumas capitais. O PD de Osasco data de 1966, quando a cidade emancipada há apenas quatro anos, já contava com 206 mil habitantes e precisava definir as diretrizes básicas de seu crescimento urbano. Segundo informações do próprio plano, o seu objetivo era capitalizar a autonomia político-administrativa recentemente conquistada, a fim de promover e acelerar transformações e melhorias urbanas, a obtenção de coesão social e identificação dos habitantes com o município. Em um território cuja mancha urbana crescia e expandia-se rapidamente, formado em sua maioria por “estrangeiros” (imigrantes e migrantes de regiões distintas), era determinante buscar a unidade na diversidade e a autonomia no entrosamento regional. Outra proposta importante do plano de 1966 era promover a integração territorial, que se encontrava totalmente fragmentado nas porções norte-sul. Basta lembrar que transpor as barreiras físicas no sentido leste/oeste era um enorme desafio à época. O rio Tietê era o maior obstá culo, mas também havia a estrada de ferro sorocabana e a “Auto Estrada do Oeste” (depois batizada de Rodovia Castello Branco), já em obras e com previsão de inauguração. O município só voltou a ter um novo Plano Diretor quase 40 anos depois, em 2004, por imposição do Estatuto da Cidade, lei federal que trata das políticas de desenvolvimento urbano e da função social da propriedade. Previsto para ser revisado a cada dez anos, o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano de Osasco já passou por revisões em 2014 e 2018.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here