Campanha Janeiro Branco: Precisamos falar sobre saúde mental

Antes de explicar o que é a campanha Janeiro Branco e sua importância, vamos através de números demonstrar como está a saúde mental do brasileiro com as duas principais psicopatologias (doenças psicológicas) que tem atingido com frequência nossa sociedade.

Conforme dados da Organização Mundial da Saúde, atualmente o Brasil tem em média 9,3% da população, ou seja, 18,6 milhões de pessoas com ansiedade (pensando nas que tem prejuízos sociais causados pela ansiedade) e 5,8% da população com depressão, sendo 11,5 milhões de pessoas. Fora os demais transtornos mentais.

Então a campanha Janeiro Branco, vem com o foco de conscientizar a nossa sociedade sobre a importância de olhar para a saúde mental.

Essa campanha foi idealizada em 2014 pelo Psicólogo Leonardo Abrahão, hoje a campanha já tem repercussão nacional, inclusive com diversas celebridades envolvidas, como: Adriane Galisteu e Cláudia Leite. E também os milhares de profissionais da área da saúde, principalmente psicólogos(as) do Brasil todo fazendo ações voluntárias em suas cidades e redes sociais.

O projeto, visa alertar a sociedade sobre a importância de cuidar das nossas emoções e sentimentos, a repensarem na qualidade de vida e como cada um se relaciona consigo mesmo e com aqueles que estão ao seu redor.

Precisamos pensar que cada ser humano é um ser individualizado, que tem sofrimento, medo, dor, alegria, conquistas e que cada um desses sentimentos tem também um significado diferente. Nós somos constituídos também de conteúdos psicológicos e subjetivos e que todo o nosso contexto de vida tem relação direto na nossa saúde mental

Nós psicólogos chamamos uma campanha como essa de psicoeducação, pois precisamos educar a sociedade que cuidar da vida não é cuidar apenas do corpo físico e que cuidar da saúde mental não é para “louco” como era dito antigamente.

Quando cuidamos das nossas emoções e sentimentos, tendemos a ter melhores resultados nas nossas relações, estudos, carreiras e qualidade de vida.

Então não deixe de buscar apoio para você ou alguém que conhece, cuidar da mente é cuidar da vida!

Fonte: Ministério da Saúde e Site da Campanha Janeiro Branco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here